quinta-feira, 22 de julho de 2010

COLECIONADOR DE PEDRAS

.
.
Anjo torto
.
Ao longo do tempo
Tenho descoberto em você
A vontade de viver.
Soprado aos seus ouvidos
Todas as minhas verdades.
Devorado cada momento
Com fome de liberdade.
Troquei minhas raízes
Por duas asas invisíveis,
E tenho voado ao seu redor
Como um anjo irresponsável
Não para velar o seu sono,
Mas para assistir o seu despertar.
.
Sérgio Vaz
.

6 comentários:

  1. Olá !

    Nossa essa semana to voltando no tempo com suas poesias..
    Acho que já deu para perceber que suas poesias fazem parte da minha vida junto com o Fabio Boca.

    Obrigada!

    Bjos..

    ResponderExcluir
  2. Salve Vaz!
    As poesias estão de primeira, suas correrias acompanho sempre - por este blog. Um dia ainda dou um chego aí pra soltar balões poéticos. Ah! Sim, coloquei uma poesia sua no meu blog - se quiser visitar, deixo o link aê embaixo!
    Tu é o cara!
    1 braço - Poeta Xandu

    http://zinezerozero.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras para descrever o significado desses versos.
    Parabéns Sergio,
    Conheci sua arte no Show do Teatro Mágico... e desde então venho lhe admirando muito!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Adoro seus poemas!! e adorei seu curso tb na faculdade!!! vc é muito iluminado!!!obrigada

    ResponderExcluir
  5. Olá adorei seus poemas
    são realmente mto bons ;*

    ResponderExcluir