quinta-feira, 12 de abril de 2012

POESIA NO AR É ATENTADO POÉTICO NA PERIFERIA DE SÃO PAULO

A NOITE MAIS LINDA DO MUNDO





fotos: viviane de paula


Povo lindo, povo inteligente,




ontem o sarau da Cooperifa reuniu umas 500 pessoas em torno da poesia, para prestigiar, o que nós, imparcialmente julgamos ser, a noite mais linda do mundo, o Poesia no ar.


Poesia no ar é quando a gente comete atentados poéticos na periferia de São Paulo, e enche o céu, que um dia foi de bala perdida, com poemas que nos identifica e nos dignifica, com os nossos poemas. Já disse uma vez aos incomodados de plantão e torno a repetir, o que a gente faz não é literatura, é escrever a nossa história, reescrever as nossas vidas.


Quem não foi, precisava ver o clima de harmonia que a quebrada respirou, gente de todas as cores, dores e quebradas, de outras cidades, estados e países. A Cooperifa está se tornando a ONU da periferia. Que tal reivindicar uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU? Rsrsrs.


Sim, foi um sonho que a gente teve, e talvez estas fotos sejam montagem de fotoshop, porque nem eu acredito que uma noite dessa existiu.


É. Quem além de nós mesmos vai acreditar que numa noite de quarta-feira mais de 500 pessoas no extremo sul da periferia paulistana se reúma para ouvir e falar poesia? E que essas poesias sejam colocadas em balões para que outras comunidades também poessam receber nossa poesia? E que a cima de tudo, tenha sido uma noite de paz?

A Cooperifa não se explica, ou você entende, ou se identifica.


Mas é claro, se nem nós acreditamos numa noite linda dessa, porque outros acreditariam, né?




Aí, desculpa se agente sonhou sem pedir permissão.




É isso. Ninguém mais vai pedir permissão pra sonhar. Os incomodados que se mudem.




Um beijo.




Sergio Vaz


poeta e sonhador













































































































8 comentários:

  1. ' Linda as fotos, Linda a noite, Linda iniciativa, Lindos sonhos a sonhar...' POESIA NO AR

    atentado poético '

    ResponderExcluir
  2. Noite perfeita, estava ansioso por ela e superou minhas expectativas, saí de lá ontem com o coração confortável.

    ResponderExcluir
  3. viviane de paula - Cooperiférica nata12 de abril de 2012 17:59

    É que não me faltam motivos para sentir e viver realmente o que se passa a cada ação. Somos todos num só e fazemos isso sem custo algum. O amor nos conduz a um caminho certo. A poesia é sangue que nos faz viver e os nossos corações batem numa sintonia só. Obrigada por estar aqui, agora,hoje e sempre! Uh Cooperifa!

    ResponderExcluir
  4. Realmente foi 10,noite linda,tudo estava em perfeita sintonia...
    Não tenho palavras....realmente cooperifa não se explica.... A GENTE SENTE.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Ola,

    Sabe eu sempre falo da Coperifa no meu trampo, por mais que muita das vezes não consigo acompanhar,porque não é o tempo inimigo, mas sim minhas obrigações rsrsr
    Tenho que trampar, mas gosto!
    Enfim...
    Sempre venho tentando falar como a poesia está em nós e que também a cultura ela pulsa dentro de nós, acredite...muitos pareciam não querer me ouvir!!!
    Sei lá, eu toda maluquete, insistia, e falava gente é zona zul, é poesia, tem Coperifa!! Vamos?!?!
    Acredite, tem tempos que venho enchendo o povo do trampo com isso, problema deles,estou cheia de poesia e cheia de poetas por aqui.
    Dai,um desses veio me comentar, até que enfim depois de tanto tempo me disseram: Eu vi, eu vi.
    -O que doida, disse eu;aquele negocio que vc disse que fala poesia e solta no ar.
    kkkkk Eu disse a palavra é o martelo que esmiúça a penha!!!! eu ainda há de ver todos nós brasileiros se esbaldar de cultura hahaha chupa que é de morango!!!! "brincadeirinha"

    Abraços Sérgio.





    Nas coisas simples, há esperança.


    Todo humano é autor.
    Todo ser é evidência de seus declínios.
    E cabe a ele fazer bom proveito do seus sucessos.
    E mesmo que por maior que seja o tamanho de
    sua desgraça e por maior que seja o poder que tenhas em mãos.
    O coração talvez endureça.
    E esperança talvez não exista.
    Somente o poder lhe atrai.
    A tristeza é amiga de sua feição.
    Mas há o momento em que nas horas do dia, algo lhe arranque a vontade, algo lhe atormente.
    Talvez uma simples poesia...
    desperte a vontade de amar.



    Môni Torcato.

    ResponderExcluir